Maracanã vai ter narração audiodescritiva para cegos no Brasileirão

A partir de outubro, todos os jogos do Campeonato Brasileiro disputados no Maracanã vão ter narração audiodescritiva para deficientes visuais. A Fifa doou os equipamentos de transmissão de rádio para a ONG Esporte e Cultura para Cegos (Urece) após o final da Copa do Mundo, quando o estádio recebeu o serviço inclusivo.

A audiodescrição é semelhante à narração de rádio, mas com ênfase na experiência do estádio. Além disso, o narrador especialmente treinado fornece uma descrição adicional de todas as informações visuais significativas, como linguagem corporal, expressão facial, entorno, lances, uniformes, cores e qualquer outra coisa importante para transmitir a aparência e o ambiente do estádio, além do que está acontecendo durante o jogo.

De acordo com o comunicado da Fifa, profissionais estão recebendo treinamento para proporcionar aos torcedores com dificuldades ou deficiências visuais explicações capazes de mudar a percepção de alguém que não pode ver um jogo de futebol. A proposta tem supervisão de Anderson Dias, presidente da Urece e campeão paralímpico de futebol de cinco em Atenas, 2004, que planeja ampliar o projeto para outros estádios do país.

Foto: Reprodução / Fifa